All for Joomla All for Webmasters

A Maturéia e a Pedra do Reino

Dentre as muitas homenagens que serão feitas a Ariano Suassuna no ano em que o escritor completará 80 anos, talvez a de maior repercussão seja a microssérie A Pedra do Reino, até por ser da globo. Dentre as muitas homenagens que serão feitas a Ariano Suassuna no ano em que o escritor completará 80 anos, talvez a de maior repercussão seja a microssérie A Pedra do Reino, até por ser da globo.

Na Maturéia teremos especial interesse em acompanhá-la pois emplacamos um integrante do elenco na microssérie. Vá lá que não foi no papel principal. Nem no coadjuvante também, é verdade. Tudo bem, eu reconheço, foi apenas como figurante, mas o nosso Vereador João de Alta estará lá, nos representando.

A microssérie da TV Globo, A Pedra do Reino, dirigida por Luiz Fernando Carvalho, com produção independente da Academia de Filme é baseada no romance de Ariano Suassuna e vai contar a história mítica de Dom Pedro Diniz Ferreira Quaderna, ao relembrar a sua vida sertaneja após ser preso pelo Estado Novo.

A Pedra do Reino é a primeira produção do projeto Quadrante, que pretende fazer um resgate da cultura popular do Brasil, com exibição de duas séries por ano.

A produção segue o estilo artesanal de Hoje É Dia de Maria, também dirigida por Carvalho, e terá de quatro a oito capítulos, com estréia prevista para junho deste ano, como parte das comemorações dos 80 anos de Ariano.

Com seu estilo peculiar, Luiz Fernando Carvalho utiliza poucos atores conhecidos, procurando no meio do povo a maior parte dos atores de que precisa. Foi assim que a pedagoga Beatriz Lélis, que nunca pensou em ser atriz, foi descoberta pelo diretor e atuou na microssérie. Como ela, muitos outros.

Surpresa agradável foi reconhecer entre os artistas, improvisados, como Suetônio Vilar, ou profissionais, como Mayana Neiva, rostos de grandes amigos. Mayana, outro dia nos disse que a preparação foi essencial. "Este trabalho é muito importante, porque a gente instaura um universo mítico e todo mundo passa a pisar no mesmo chão, com o mesmo passo, ouvindo a mesma música".

Luiz Fernando transformou as mais de 600 páginas do livro de Suassuna em cinco capítulos de uma microssérie. O Romance d´A Pedra do Reino e o Príncipe do Sangue do Vai-e-Volta , de 1971, não havia sido finalizado mas, através da série, o autor se animou e resolveu dar um desfecho à obra. Após 35 anos da publicação de A Pedra do Reino, Suassuna presenteou Carvalho com o final de seu romance, escrito a mão, em folhas de papel almaço.

Em junho, estaremos todos à frente da telinha.

Abaixo, fotos das gravações, com prioridade para o nosso ator João de Alta, para Mayana e, como não poderia deixar de ser, para minha ex-quase nora, Marina Dantas, que teve um breve affair com Joaquim, que já demonstra uma queda por mulheres mais velhas, ela tem 11 anos e ele 8 – brincadeirinha, claro.

taperoa.com
Álvaro Dantas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top