All for Joomla All for Webmasters

Câmara de Taperoá cobrou melhorias na infraestrutura da cidade – todos os requerimentos foram aprovados.

sessao192016.jpg

O parlamento se reuniu na ultima sexta feira dia 19 e tratou sobre diversos temas, a maioria ligados a parte estrutural da cidade e da zona rural de Taperoá.

O presidente da câmara, vereador Macilon Melquiades, cobrou melhorias nas estradas vicinais destacando a ladeira da comunidade do Piancozinho, interligando com a comunidade Vargem do Meio.

Ele ainda lembrou a emergente necessidade de perfuração de poços na comunidade Serrote Redondo, onde segundo o parlamentar, mesmo com as chuvas, a capacidade de armazenamento de água é pequena fazendo com que as dificuldades se agravem a partir do segundo semestre.

O presidente do parlamento também observou que na comunidade Fazenda Nova existe a necessidade de aquisição de traves para o campo de futebol e compra de vestuário para o time local.

O vereador Antônio Vicente apresentou pedido para que a secretaria de segurança pública do estado da Paraíba, se posicione quanto a reforma da cadeia pública de Taperoá, segundo ele, até o momento nada foi feito.

O mesmo vereador, apontou para a necessidade da construção de passagens molhadas em três comunidades, Salgado, Quixaba e Serra (Pé da Serra).

Antônio Vicente cobrou também que a prefeitura se esforce mais para resolver o problema de falta de habitação digna em Taperoá, ele exige a substituição das casas de taipa por residências de tijolos.

O legislador ainda ressaltou a carência de banheiros em muitas casas do município.

Ainda seguindo a mesma linha de preocupação com a parte estrutural do município de Taperoá, a vereadora Margarete Carvalho propôs ao poder executivo a construção de uma lombada de trânsito na rua Júlia Ribeiro, próximo a escola Melquíades Fernandes Pimenta, onde segundo a parlamentar, o risco de um atropelamento é constante.

Ela também fez cobranças pela retirada de areia deixada pelas últimas chuvas na Rua Sólon de Lucena e acrescentou que o governo municipal precisa resolver o problema do fluxo das águas fluviais e dos esgotos dessa mesma artéria. A vereadora relatou que isso está causando inconveniente aos moradores.

Ao final, foi tratado apenas um tema fora da área de infra estrutura. A vereadora Margarete cobrou celeridade da prefeitura e da empresa Real Concursos na devolução do dinheiro cobrado no ultimo concurso público da cidade, visto que o mesmo foi cancelado pela justiça por apresentar irregularidades.

Todas as cobranças foram apresentadas através de requerimentos e os mesmos foram aprovados pela unanimidade dos presentes.

montagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top