All for Joomla All for Webmasters

Chuvas na Paraíba

Defesa civil alerta para chuvas fortes na Paraíba. O alerta é também para que a população evite lugares que ofereçam pouca ou nenhuma proteção contra raios. Defesa civil alerta para chuvas fortes na Paraíba. O alerta é também para que a população evite lugares que ofereçam pouca ou nenhuma proteção contra raios.

As chuvas na Paraíba depois de uma trégua, voltam a causar estragos em vários pontos do Estado. Um açude de pequeno porte de Uiraúna no Sertão rompeu. A água chegou a inundar casas e lojas do município. Ninguém saiu ferido. No período da tarde a situação já havia sido contornada, segundo o Corpo de Bombeiros. Em Patos, choveu intensamente com raios e trovões.

Uma descarga elétrica chegou a atingir a Estação de Bombeamento D’água da Agência Executiva de Gestão das Águas (AESA) do Estado. No litoral a Ponte da Batalha que já estava com passagem de veículos proibida, também ficou interrompida para pedestre. A previsão é de fortes chuvas até a próxima segunda-feira, de acordo com alerta do Ministério da Integração Nacional, enviado a Defesa Civil Estadual.

"Recebemos o comunicado de fortes chuvas e estamos com os técnicos vistoriando as áreas mais atingidas, como o Sertão. Enviamos equipes para checar a situação da barragem de Arrojados em Uiraúna para saber se havia rompido, mas estava tudo em ordem", afirmou Laudízio Diniz, diretor executivo da Aesa.

Com relação ao raio que atingiu a Estação de Bombeamento de Patos, ele informou que ontem mesmo o transformador foi trocado.

Além da Paraíba, o Ministério da Integração Nacional, alertou também os Estados da Bahia, Ceará, Rio Grande do Norte, Pará, Pernambuco, Maranhão, Piauí, Amazonas, Amapá, Roraima, Tocantins, Alagoas e Sergipe.

Durante o final de semana, as áreas de instabilidade tropicais e os ventos úmidos que sopram do mar mantêm as condições de pancadas de chuva no Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pará e Pernambuco.

A Secretaria Nacional de Defesa Civil orienta a população para o risco de alagamentos e enchentes nas áreas ribeirinhas, deslizamento de encostas, morros e barreiras.

A previsão é baseada em informações do Centro de Previsão e Estudos Climáticos (Cptec) e do Instituto nacional de Meteorologia (Inmet).

taperoa.com
O Norte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top