All for Joomla All for Webmasters

Clube abraça projeto que fomenta educação e a paixão pelo Vasco de autoria da Taperoaense Angela Diniz

Criado em 2009 pelos vascaínos Ângela Diniz e seu namorado, José Peixoto Júnior, o projeto Enquanto Houver um Coração Infantil, incentiva os estudos das crianças do Município de Taperoá, na Paraíba, através da influência do Vasco da Gama e da paixão cultivada por moradores da região pelo Gigante da Colina. Atualmente, cerca de 70 alunos estão inscritos no projeto, e, nesta quarta-feira (23), Ângela foi a São Januário receber a doação de mais de 65 exemplares do livro “Meu Pequeno Vascaíno”, para serem distribuídos nos kit escolares destinados aos jovens.

Após a divulgação do belo trabalho feito no interior paraibano, o projeto recebeu o apoio da Presidência do Clube, do Departamento Infanto-Juvenil e do Departamento de Marketing. O trabalho do “Enquanto Houver um Coração Infantil” se baseia no acompanhamento do desempenho escolar dos inscritos feito por voluntários, chamados de “padrinhos”. Ao final do período letivo, os alunos que cumprem o objetivo e passam de ano recebem uma camisa personalizada do Vasco. Para Ângela, dessa forma ela consegue atingir o objetivo de fomentar a paixão pelo seu time de coração e incentivar a educação:

– O projeto começou a partir de uma brincadeira com minha sobrinha. Ela me disse que queria ser vascaína, eu comprei a ideia, e disse que daria uma camisa do time para ela, caso passasse de ano no colégio. Nós aproveitamos a influência e a importância de um clube de futebol para incentivar os estudos dos alunos. Assim, nós estamos ampliando a nossa imensa torcida e fomentando a educação. É um projeto não só para agora, mas também pensando em longo prazo – explicou a paraibana, que atualmente mora na Barreira do Vasco, ao lado de São Januário.

A partir de 2014, além do prêmio da camisa no final do ano, os alunos também receberão kits escolares ao início do período letivo, composto por itens licenciados, como lápis, borracha e caderno, todos do Vasco. Mas o artigo mais valioso será o livro “Meu Pequeno Vascaíno”, escrito por Fernanda Abreu. Como resultado do apoio do Clube ao projeto, mais de 65 exemplares do livro foram doados para integrarem ao kit. Outro sonho de Ângela também foi realizado recentemente, o encontro com o ídolo Juninho Pernambucano:

-Desde o início, meu sonho sempre foi encontrar com Juninho e explicar como funciona o “Enquanto Houver um Coração Infantil”, para que ele pudesse transmitir o seu apoio. O Juninho é nordestino, vascaíno apaixonado e um exemplo de profissional e ser humano, por isso ele tem tudo a ver com o projeto. Na última semana nós fomos a um treino do Vasco e conseguimos conversa com ele no final. Ele se mostrou muito empolgado com nosso trabalho e prometeu gravar um vídeo para que pudéssemos mostrar às crianças de Taperoá – disse Ângela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top