All for Joomla All for Webmasters

Coletiva do governador

‘Nunca entreguei cheque algum’, diz Cássio, negando crimes eleitorais nos casos Fundação de Ação Comunitária (FAC) e do jornal A União.

O governador Cássio Cunha Lima (PSDB), na entrevista coletiva que convocou para comentar os processos de cassação em andamento contra ele, negou o uso promocional de cheques da Fundação de Ação Comunitária (FAC) como uma manobra para cooptação de votos no ano passado. ‘Nunca entreguei cheque algum’, diz Cássio, negando crimes eleitorais nos casos Fundação de Ação Comunitária (FAC) e do jornal A União.

O governador Cássio Cunha Lima (PSDB), na entrevista coletiva que convocou para comentar os processos de cassação em andamento contra ele, negou o uso promocional de cheques da Fundação de Ação Comunitária (FAC) como uma manobra para cooptação de votos no ano passado.

“Nunca entreguei cheque algum. Não há nos autos uma fotografia, imagem, depoimento ou trestemunho que mostre eu entregando qualquer cheque”, disse.

Para Cássio, o uso promocional sobre a veiculação de matérias em A União também não deve pesar contra ele, porque, conforme questiona, “quem pode acreditar que eu fui eleito governador em decorrência da União?”. Ele alega que o próprio TRE já havia decidido, há seis meses, que o voto do desembargador Jorge Ribeiro, dos juízes Nadir Valengo e Carlos Eduardo Lisboa, determinou que A União não tem potencialidade pra interferir no resultado da eleição.

“Me cabe recorrer, como fiz com uma cautelar”, completou.

taperoa.com
Wscom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top