All for Joomla All for Webmasters

Cordeiro, a estrada do medo

Os gastos de 101.921.31, em 2009, segundo informava uma placa na saída de Taperoá, que não existe mais, não foram suficientes para tornar a PB 238 segura. No inverno a lama é um dos problemas que a população tem que enfrentar. A falta de sinalização, mato que está fechando a estrada, animais soltos, proporcionando um risco iminente aos usuários que por conta de compromissos e por falta de alternativas são obrigados a seguir, são alguns dos obstáculos que o povo tem que enfrentar.

A velocidade que se pratica na 238, em época de chuvas, é em torno de 10 a 20km por hora, se for mais rápido escorrega. Durante o trajeto que fizemos, até o local, onde 3 taperoaenses, de forma tragédia, morreram, percorremos uma distância de 20km e encontramos mais de vinte animais soltos no meio da estrada. Em um determinado momento tivemos que parar o carro para não bater em uma vaca.

A morte dos três jovens ocorrido ontem,09/03, por volta das 15h, nessa estrada, a 4 km apenas da Cidade de Cordeiro, deixou a os moradores das duas cidades chocados . A fatalidade trágica reacendeu, mais uma vez, a discussão sobre a responsabilidade que governantes têm para com a sociedade. A ausências do asfalto não foi a causa da morte dos rapazes, entretanto, contribuiu de alguma forma para que ocorresse essa fatalidade.

taperoa.com
cariri noticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top