All for Joomla All for Webmasters

Eletrificação rural

Tarifa Verde vai beneficiar mais 2.016 pequenos produtores.

Dois anos depois de ter criado um ambiente de convivência sem agredir o meio-ambiente e facilitado o acesso de 3.446 agricultores familiares à energia com tarifa mais baixa para pequenos projetos de irrigação, o Governo do Estado prepara novos avanços em 2007. Serão investidos R$ 5 milhões no atendimento a 2.016 usuários. Tarifa Verde vai beneficiar mais 2.016 pequenos produtores.

Dois anos depois de ter criado um ambiente de convivência sem agredir o meio-ambiente e facilitado o acesso de 3.446 agricultores familiares à energia com tarifa mais baixa para pequenos projetos de irrigação, o Governo do Estado prepara novos avanços em 2007. Serão investidos R$ 5 milhões no atendimento a 2.016 usuários.

Desde 2005, os agricultores paraibanos estão desfrutando de mais um benefício oferecido pelo Governo do Estado, a partir de convênio com a Saelpa/Celb, garantindo um maior espaço de tempo para uso da energia com tarifa diferenciada para aqueles que desenvolvem pequenos projetos de irrigação, com horário pelo Plano A (das 21h30 até 6h00) e Plano B (de 1h30 até 10h).

Os agricultores também recebem kit completo para cultivar 1,0 hectare. Nesse programa, foram investidos em 2005, R$ 3 milhões; em 2006, R$ 6,5 milhões; e para 2007 está previsto levar esse beneficio para 2.016 agricultores familiares. Esse sistema tem criado núcleo de produção agrícola, e garantindo a renda de famílias do campo.

Segundo o secretário do Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca, Francisco de Assis Quintans, essa sistemática de fornecimento de energia possibilita aos apelos do governador Cássio Cunha Lima que deseja, com isso, garantir uma maior participação de pequenos produtores rurais assistidos. Milhares de agricultores passam a ter melhoraria e ampliam suas atividades agrícolas, dentro de um processo de geração de oportunidades de trabalho no campo.

Redução de até 73% no valor da conta de energia elétrica

As vantagens apresentadas quando se utiliza a denominada tarifa verde começam pela redução de até 73% no valor da conta de energia; além da transferência de técnicas sobre o uso racional da água para fins de irrigação, evitando desperdícios; aumento da produtividade; aumento no nível de renda dos produtores; e menor impacto ambiental, principalmente no solo redução do uso de agrotóxicos.

Outras vantagens destacadas são a racionalização do uso de água e energia, produção de culturas rentáveis, aumento da produtividade e da qualidade com incremento da renda e melhoria da qualidade de vida dos beneficiários.

O secretário Quintans destaca, ainda, que os interessados em implantar o sistema de tarifa verde em sua comunidade devem procurar os escritórios locais da Emater, que é a entidade responsável pelo cadastramento dos produtores junto à Secretaria de Desenvolvimento da Agricultura e Pesca. Também ressaltou8 que o contrato estará em vigor até o mês de dezembro deste ano, podendo ser prorrogado.

Quando criou o Programa Tarifa Verde, o governador Cássio Cunha Lima definiu como objetivos reordenar e estruturar os projetos de irrigação e, igualmente, promover a irrigação com tarifas diferenciadas em função do horário de utilização de energia elétrica. A medida também está proporcionado mudanças do método de irrigação convencional para microaspersão e gotejamento.

O presidente da Associação dos Colonos do Perímetro Irrigado de Sumé, José Amauri Aragão Saraiva Bezerra, é um entusiasta do programa tarifa verde, porque, conforme destaca, reduz consideravelmente os custos da energia, além de diminuir o consumo de água. Isso agrega valores a produção do tomate, principal atividade da comunidade onde mora.

Ele disse que o programa está ajudando aos pequenos produtores a desenvolver suas atividades com uma margem maior de lucro, além de garantir a fixação de muita gente no campo. Lembra que a produção vai garantir lucro se for executada com tecnologia, porque o clima do semi-árido é apropriado para o cultivo de frutas e verdura.

taperoa.com
O Norte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top