All for Joomla All for Webmasters

Indicação da mãe do presidente da Câmara para direção de escola foi escolha da oposição

ESCLARECENDO: Indicação de Maria dos Anjos Pompeu de Brito, mãe de Sandro Brito (foto), presidente da Câmara de Vereadores, para direção de escola não caracteriza nepotismo, como poderá pensar alguns.

Sua nomeação foi emitida pelo governador Ricardo Coutinho, que não tem qualquer parentesco com ‘Anjinha’, após acatar decisão unânime da oposição em Taperoá para nomeá-la diretora da unidade de ensino Ismênia Machado. O grupo, que em consenso indicou a mãe do parlamentar, foi quem realmente foi às urnas e elegeu o ex-prefeito da capital para o Executivo do Estado. Sandro teria feito nepotismo se tivesse indicado parentes para cargos na Câmara, o que nem ele e nem a família, se quer admitiram esta hipótese, pela ética e diginidade que ambos têm.

CONSENSO
Indicação da mãe do presidente da Câmara para direção de escola foi escolha da oposição

A indicação da mãe do presidente da Câmara de Vereadores de Taperoá, Sandro Brito, Maria dos Anjos Pompeu de Brito (PT), foi decidida com unanimidade pelo grupo político que forma a oposição séria na cidade e por quem realmente apoiou e foi às urnas em outubro do ano passado para eleger Ricardo Coutinho (PSB) governador do Estado.

A nomeação de Maria dos Anjos para assumir a direção da escola estadual Ismênia Machado, localizada no bairro Alto da Conceição, foi publicada na última terça-feira, 01, no Diário Oficial, e no dia seguinte, Anjinha, como é conhecida, já deu início aos trabalhos na unidade de ensino.

Pela segunda vez, Maria dos Anjos vai dirigir uma das principais instituições de ensino do município, e o filho, Sandro Brito, que como a mãe, também atua na área de educação, garante que a escolha dela para a direção não foi um ato isolado, assim como todas as outras sugestões para cargos do Estado em Taperoá.
“Não houve indicação de ninguém isoladamente, todas as indicações a cargos foram feitas em consenso pelos que realmente apoiaram Ricardo em Taperoá”, disse Sandro.

O presidente da Câmara fez questão de enfatizar que o currículo e a experiência da mãe a gabaritaram para a função na escola.

“A indicação dela se deve ao seu currículo já que é formada em Pedagogia e também tem especialização na área, além de já ter sido diretora e professora da mesma escola anteriormente e, portanto, conhecedora das demandas daquele estabelecimento educacional”, informou.

O fato de Maria dos Anjos ser mãe de Sandro é, dentro do aspecto político, um mero detalhe, e não se confronta com a ideologia dos partidos de esquerda, como o PT, por exemplo, e até mesmo de outros como PSB e o PC do B, legenda do proprietário do site CN que produziu texto dando a entender de que a nomeação de Anjinha teria partido de Sandro Brito, caracterizando desse modo nepotismo, algo que nem o presidente e nem a sua sigla partidária defendem.

Sobre a publicação no CN, o parlamentar considera importante que a imprensa local esteja preocupada com questão tão relevante como o patronato em Taperoá na distribuição de empregos públicos, e espera ver mais postagens a respeito da Prefeitura ou de gestões anteriores da Câmara dos Vereadores tratando do mesmo tema.

 

taperoa.com
com Assessoria de Comunicação da Câmara de Vereadores de Taperoá
Jandro Gomes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top