All for Joomla All for Webmasters

Maranhão toma posse


O ex-senador José Maranhão (PMDB) tomou posse como governador da Paraíba no final da tarde desta quarta-feira (18), na Assembléia Legislativa, em João Pessoa.
O ex-senador José Maranhão (PMDB) tomou posse como governador da Paraíba no final da tarde desta quarta-feira (18), na Assembléia Legislativa, em João Pessoa.

Maranhão ocupará o cargo de Cássio Cunha Lima (PSDB), que, em decisão unânime, teve a cassação mantida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta terça-feira.

Antes de assumir, ele renunciou ao cargo de senador em mensagem lida durante a sessão do Senado lida em plenário pelo presidente em exercício, senador Mão Santa (PMDB-PI).

No discurso de posse, Maranhão destacou a decisão que lhe garantiu a posse. "Meu mandato, antes de ser legitimado pelo Poder Judiciário, recebi-o do povo, dos milhares de votos depositados, sem opressão e sem suborno. A Justiça apenas fez valer o respeito às regras democráticas. Proclamaram todas as instâncias que não mais é possível subverter o pleito eleitoral e transformar a disputa republicana em um vale-tudo, no qual apenas os fins justificam os meios", afirmou.

O peemedebista também criticou o antecessor. "A Paraíba foi submetida a uma apatia administrativa sem precedentes em sua história. Por mais de dois anos, aqui imperaram a inexperiência, a vaidade, a intolerância, o apadrinhamento, a perseguição, a falta de seriedade e de responsabilidade na administração da coisa pública."

O ex-governador da Paraíba Cássio Cunha Lima não falou com a imprensa nesta quarta. No fim da tarde, ele entrou com dois recursos para tentar reverter a decisão. Uma das ações foi protocolada no próprio TSE; a outra, no Supremo Tribunal Federal (STF).

Suplente

Ainda no discurso de posse, Maranhão elogiou seu suplente, que assumirá a cadeira deixada por ele no Senado, o empresário Roberto Cavalcante (PRB-PB). "Quero desejar sucesso ao meu amigo Roberto Cavalcante na titularidade do mandato de Senador da República. Nos poucos meses em que esteve na interinidade daquela Casa, demonstrou ele visível inclinação para a política e grande capacidade de trabalho, revelando-se para a Paraíba e para o Brasil como uma fonte inesgotável de novas e louváveis idéias."

Antes da posse

Ao chegar à Assembléia Legislativa, o novo governador disse à reportagem da Globo News que terá como prioridade concluir as obras públicas inacabadas no estado.

Ele afirmou que, embora o governador cassado e adversário político Cunha Lima tivesse a maioria na Assembleia, não acredita que terá problemas para governar.

"Não vou ter dificuldades porque acredito na ‘paraibanidade’ de todos os políticos da Paraíba", declarou.

Na manhã desta quarta, o presidente da Assembléia Legislativa, Arthur Cunha Lima (PSDB), primo do governador cassado, assumiu interinamente o cargo, até o momento da posse de Maranhão.

Maranhão foi diplomado em sessão extraordinária do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba pela manhã e entregou a carta de renúncia à Mesa do Senado poucos minutos antes da posse, que estava marcada para as 18h desta quarta.

Com a posse de Maranhão, o novo vice-governador da Paraíba será Luciano Cartaxo (PT), atualmente vereador em João Pessoa e companheiro de chapa do peemedebista durante o pleito.

Cássio Cunha Lima

A assessoria de Cássio Cunha Lima informou que os advogados dele já ingressaram na Justiça com recurso contra a decisão do TSE que o afastou do cargo.

Ao decidir pela posse de Maranhão, o TSE considerou que, mesmo com as denúncias de irregularidades que atingiram o governador cassado e o vice, José Lacerda Neto (DEM), a eleição de 2006 foi válida. Por isso, determinou a posse do segundo colocado na eleição.

taperoa.com
G1
(Foto: Francisco França/Jornal da Paraíba/AE)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top