All for Joomla All for Webmasters

Motoqueiros no cordel

Temos urgência em conscientizar, vamos socorrer o motoqueiro de todas as formas que podemos.

No nosso Taperoá, cada jovem tem uma moto, precisamos conscientizar, vamos cada um fazer a nossa parte, a moto está sendo uma arma potente.

A literatura de cordel
Tem poder de divulgação
Ela hoje voltou à tona
Como leitura de eleição
Aqui eu vou expressar
Minha grande preocupação

Como ponto de partida
Taperoá eu vou focar
Mas todo Brasil sofre
Lágrimas estão a rolar
A moto vem trazendo dor
Muitos jovens está a matar

Lembrando a minha infância
De contar tenho prazer
Vinha à feira a cavalo
Na garupa a correr
Mas todos chegavam felizes
Para sua feirinha fazer

No nosso Taperoá
Tinha local de amarrar
Seu cavalo ou seu jumento
Para comer e descansar
Tinha tanto animal amarrado
Era o que a vista alcançar

A moto substituiu o animal
Muitos jovens estão a morrer
Se isto foi o progresso
Meu Deus o que posso dizer
É conscientizar o motoqueiro
As formas de se proteger

É evitando bebidas
É capacetes usando
Muita calma no trânsito
E a sinalização respeitando
É mais do que o câncer
Que a moto está matando

Em um pequeno período
Taperoá pode ver
Sem contar os mutilados
Vimos três morrer
Neto, Marreta e Macilon
Muitas lágrimas estão a correr

Crianças ainda pequenas
Do pai perdeu o carinho
Jovens sem o companheiro
Com a vida em desalinho
Quem optar andar de moto
Ande bem protegidinho

 

Antonio Cristovão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top