All for Joomla All for Webmasters

Mudanças em Taperoá

Com o registro da candidatura a prefeito indeferido pelo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, Deoclécio Moura poderá ser substituído por Suetônio Vilar. Com o registro da candidatura a prefeito indeferido pelo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, Deoclécio Moura poderá ser substituído por Suetônio Vilar.

Com a decisão do Tribunal Regional Eleitoral de manter a cassação do registro da candidatura do prefeito de Taperoá, Deoclécio Moura (PSB), os aliados do chefe do Poder Executivo taperoaense já começam a discutir a possível mudança na chapa, apesar dos advogados de Deó optarem por recorrer da decisão junto ao Tribunal Superior Eleitoral. Na hipótese da candidatura ser realmente implodida, o atual candidato a vice, o agropecuarista Suetônio Vilar (mesmo partido), deverá ser alçado à cabeça da chapa.

A “briga”, no entanto, será para escolher o candidato a vice-prefeito, levando em conta que são muitos os pretendentes: Antônio Melquíades, irmão do ex-governador Dorgival Terceiro Neto; comerciante Martinho Motta; e o vereador Flavinho Patativa são os mais fortes.

O registro da candidatura de Deó foi cassado pela Justiça Eleitoral de Taperoá, com a decisão tomando como base o fato dele ter assumido o mandato de prefeito no período de 15 a 29 de abril de 2003, com a cassação do então prefeito Lula de Mandu e seu vice Geraldo Noé. Posteriormente, em 2004, venceu a eleição e assumiu novamente em 1º de janeiro de 2005.

O entendimento da Justiça Eleitoral é que Deoclécio encontra-se disputando o terceiro mandato agora em 2008. O atual prefeito taperoaense tem ainda outro problema: administra acobertado por uma liminar do TRE, pois teve o seu mandato cassado por compra de votos.

Duas outras chapas concorrem à Prefeitura Municipal de Taperoá: Socorro Tolêdo (PSDB), mulher do ex-prefeito Lula de Mandu, e o agropecuarista Francisco de Assis Perazzo (PTB), genro do ex-prefeito e líder político Manoel de Assis Melo (Manoel Marcionilo).

taperoa.com
Vitrine do Cariri
Bastos Farias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top