All for Joomla All for Webmasters

Oposição não compareceu a sessão extraordinária da Câmara

O Presidente da Casa Corsino de Farias, Ailton Paulo de Souza disse, que entrou em contato com todos os vereadores falando sobre uma reunião extraordinária que iria acontecer nesta quinta feira 08/07, às 18 horas.

Ailton justificou a convocação dizendo que os projetos são importantes e requerem urgência na apreciação, o mesmo disse que para atender ao regimento da casa, no que se refere a prazo de convocação, ele ligou para Birino, vereadora Sileide, Salomão, Antônio Melquíades, Antônio Vicente e o vereador Irandir Vilar (Branco), ficando o vereador José Humberto Cardoso ( Betinho) e Sandro Brito sem convocar, pois o primeiro estava viajando e Sandro estava com seu aparelho desligado e não se encontrava na cidade.

Chegando ao local, constatamos que só se encontrava a situação, mesmo assim os governistas iniciaram a seção e logo tiveram que dar por encerrada por falta de quorum.

O vereador Salomão Marinho foi o primeiro a se pronunciar, não poupou a oposição, em seu pronunciamento e sem dizer nomes, mais com a certeza do que dizia, chamou o vereador líder da oposição de “feto político que já nasceu morto”, atribuindo ao oposicionista a culpa por não lograr êxito na votação dos projetos enviados pelo governo para apreciação dos edis.

Mais moderado o Presidente da Casa Corsino de Farias, o vereador Ailton Paulo de Souza fez criticas ao vereador que o denunciou de ter passado cheques sem fundos e rebateu a denuncia falando que nunca passou cheques sem fundos e disse que tudo não passava de uma armação de seus inimigos. Ailton disse que não utiliza de artimanhas, de forma antidemocrática, para garantir a sua reeleição. Ailton ainda em sua fala acrescentou que as pessoas carentes precisam do trabalho dos vereadores e que a oposição tenta engessar a ação dos que querem fazer algo pelo povo Taperoaense, finalizando

Já o vereador Antonio Melquíades teve a missão de moderar, mais mesmo moderado o vereador não perdeu a oportunidade de censurar a ausência dos colegas de parlamento. E por ultimo o vereador Birino que só utilizou a tribuna para reafirmar o que os colegas disseram.

Da redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top