All for Joomla All for Webmasters

Reitora da UEPB confirma presença em encontro sobre instalação de campus

A reitora da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Marlene Alves, confirmou que virá para Taperoá para participar de uma sessão especial da Câmara de Vereadores.

O encontro dos vereadores com Marlene Alves e com outras autoridades políticas e educacionais ocorrerá no próximo dia 26 deste mês e tratará especificamente da instalação do campus da instituição de ensino superior paraibana.

A reitora já estava tentando encontrar um espaço em sua agenda para vir ao município a pedido do Poder Legislativo e avisou nesta sexta-feira para os vereadores Sandro Brito e José Humberto (Betinho de Genuíno) que estaria com tempo disponível em duas semanas.

Durante quase um mês Betinho tentou marcar em parceria com os colegas da Casa Legislativa uma sessão especial para tratar da instalação da UEPB na cidade, e todos eles comungavam do mesmo desejo de que Marlene Alves estivesse presente, e só agora pode acertar a sua participação.

Enquanto negociava a presença da reitora, o vereador desencadeou uma campanha a favor da vinda do campus que cada vez mais ganha adeptos, como o da jornalista Paula Brito que intensifica o movimento na internet.

A partir de agora, legisladores e colaboradores têm o objetivo de mobilizar toda a sociedade taperoaense, em especial, setores com o da educação e política, para que na segunda-feira, 26, por volta das 9h as pessoas compareçam em grande número na sede do Parlamento para legitimarem diante da reitora Marlene Alves o desejo de que Taperoá seja agraciada com o campus pela instituição.

O vereador Betinho argumenta que a escola superior paraibana vai facilitar a formação acadêmica de vários estudantes de Taperoá e de muitos municípios vizinhos, inclusive até de cidades fronteiriças nos estados de Pernambuco e Rio Grande do Norte, que costumam parar no ensino médio por não terem condições de se deslocarem para as cidades que concentram as universidades.

“Não podemos perder a oportunidade de sermos contemplados com uma das unidades da UEPB e por isso vamos lutar até o fim para que os estudantes que não têm condições de fazerem faculdade por causa das dificuldades financeiras continuem a estudar depois que um campus for criado na cidade”, finaliza Betinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top