All for Joomla All for Webmasters

Reportagem especial: em taperoá bairros da periferia sofrem com descaso

Em pleno foco das eleições estaduais nossa reportagem visitou três bairros periféricos de uma das cidades mais importantes do cariri paraibano e se deparou com uma realidade ainda muito difícil e desigual.

Em Taperoá nas comunidades Mariz, São Francisco e Solidariedade inacreditavelmente faltam calçamentos em todas as ruas e parte dos bairros não possui rede de esgotos.

Os taperoaenses que moram no bairro “SOLIDARIEDADE” sabem bem o que é viver com os piores odores da vida, lá, meninos e meninas que os políticos chamam de futuro da nação, assim como idosos e adultos, convivem com o Brasil da fossa negra.

Expostos a contaminação diária provocada pelas imundices dos esgotos a céu aberto, pessoas estão largadas a própria sorte, esperando como bem diz o nome da localidade, a SOLIDARIEDADE dos que podem fazer algo para mudar essa realidade.

Nos bairros Mariz e São Francisco o sonho de uma vida melhor também bate a porta das pessoas, eles por incrível que pareça, em meio a poeira da seca e a lama do inverno quando aparece, ainda falam de sonhos e esperanças.

Mesmo vendo gestões e mais gestões passarem sem deixar quase nada de concreto, o “menininho” com quem conversamos cuja a identidade será preservada, disse que sonha em ter um linda casa com um jardim na porta, o garotinho de sete anos mau sabe que o seu sonho já é um direito constitucional desrespeitado pelo Brasil.

Nossa reportagem ainda conversou com um grupo de pessoas que aparecem nas fotografias dessa reportagem, eles fazem parte do povo brasileiro que supera as adversidades rindo, fazendo piadas delas.

Nós procuramos sem sucesso obter algum tipo de explicação junto a secretaria de infra estrutura da cidade. Nossa reportagem ainda vai tentar discutir mais sobre essa realidade que existe há décadas, aparentemente sem qualquer prioridade dos poderes públicos.

Existe uma emergencial necessidade que as lideranças de Taperoá escolham nomes nessa eleição que assumam o compromisso de ajudar na superação dessa triste realidade que a prefeitura não consegue vencer sozinha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top