All for Joomla All for Webmasters

Segredo revelado, Ariano Suassuna

Um dos escritores mais festejados do país revelou um segredo para o Bom Dia Brasil. Não é um segredo qualquer, mas um mistério de mais de 25 anos. Ariano Suassuna fala sobre seu novo livro em Taperoá, no sertão da Paraíba.

Um dos escritores mais festejados do país revelou um segredo para o Bom Dia Brasil. Não é um segredo qualquer, mas um mistério de mais de 25 anos. Ariano Suassuna fala sobre seu novo livro em Taperoá, no sertão da Paraíba.

O rio que molha o sertão tem o mesmo nome da cidade. Taperoá é palavra indígena. Mas água se avista pouco por lá. É uma terra de caatinga. Pastos são incendiados pelo sol. O lugar é grandioso e inspirador.

Taperoá é cenário do “Romance da pedra do reino”, livro do paraibano Ariano Suassuna, que este ano chega à TV. A fazenda Carnaúba, na zona rural da cidade, há mais de 200 anos é terra da família materna do escritor Ariano Suassuna, os Vilar. Lá fomos recebidos para uma conversa sobre literatura e sonhos.

Conversa que acontece em frente à casa sertaneja do escritor. Ele mora no estado vizinho, Pernambuco, mas volta sempre ao sertão da Paraíba. Suassuna nos revelou pela primeira vez como será o novo livro, a obra a que ele se dedica há mais de 25 anos.

Ariano Suassuna – Finalmente cheguei a uma decisão sobre o livro. Vou adiantar pela primeira vez como vai ser, porque agora já está decidido. O livro vai constar de quatro romances. O primeiro dos quais será a nova versão do ‘Romance da pedra do reino”, que eu estou reescrevendo. Então, o primeiro livro vai ser a nova “Pedra do reino”. O segundo vai se chamar “Quaderna, o decifrador”, que é a conclusão da “Pedra do reino”. O terceiro vai se chamar “A onça castanha”. O quarto vai se chamar “O palco dos pecadores”. Então, o todo forma um conjunto que se chama “A Ilumiara”.

Revelação finalizado com um poema, a abertura da obra literária que o Brasil vai receber:

“Quem, seguro de si,
cego no sol,
entrar por esse pasto incendiado,
verá o riso, o choro
e o desatino de um grande povo, pobre e iluminado.
Forjado ao sol castanho da favela”


Programa exibido em 23.02.2007

taperoa.com
Globo (bom dia brasil)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top