All for Joomla All for Webmasters

Vereador diz que Câmara busca soluções, mas que não pode agir sozinha no combate ao crime

DEFENDEU: O vereador Júnior de Preto (primeiro à esquerda) ao lado do até então colega Antônio Melquíades, primeira pessoa a assumir a secretaria de Segurança que acabou de ser criada, e de Aílton Paulo. Júnior defendeu na manhã desta quarta-feira, 03, reclamações sobre a Câmara não agir diante do quadro crítico de violência que vive o bairro São José. O vereador destacou que o Poder Legislativo taperoaense faz sua parte sim quando se trata de colaborar com o bem estar da cidade, mas que não se pode resolver tudo sozinho. ”É preciso força de vontade e mais participação de outros órgãos”, pede o parlamentar.

O vereador Antônio Filho, popular Júnior de Preto, disse na manhã desta quarta-feira, 03, que o Poder Legislativo está fazendo o que pode dentro de suas limitações para encontrar soluções para a falta de segurança no município.

A defesa do parlamentar foi dada ao vivo em um programa de rádio local, após os apresentadores da atração cobrarem no ar, com todo o direito que lhes é devido, ação dos agentes políticos no enfrentamento contra a criminalidade, em especial, no bairro São José, zona leste da cidade, onde só no último sábado, 30, duas residências foram alvos de bandidos.

Júnior de Preto destacou, ainda, que a Câmara é uma parceira, assim como o Poder Executivo e também a sociedade no combate ao crime, e não vai sozinha conseguir resolver o problema já que segundo o vereador, falta força de vontade política estadual.

Ele se referiu ao fato de que apesar de ter saído de uma sessão especial realizada em maio na Casa Corsino de Farias Souza de que medidas a curto, médio e longo prazos seriam providenciadas, não é algo que depende unicamente dos legisladores, mas sim de iniciativas de poderes executivos, e enquanto a isto, o vereador está tranqüilo em relação ao papel da Câmara que tem a função de criar leis e de fiscalizar a execução das mesmas.

Do encontro de maio com vereadores e profissionais de segurança pública ficou decidido que seria enviado um carro novo e uma motocicleta para facilitar na caça a bandidos, o que em menos de uma semana ocorreu, no entanto a promessa da instalação de um batalhão da Polícia Militar na cidade, até o momento não foi cumprida.

O parlamentar terminou sua participação no programa informando que a Câmara vai se pronunciar novamente sobre o assunto no retorno das sessões que acontece na próxima sexta-feira, 05.

 

taperoa.com
Com Assessoria de Imprensa da Câmara de Taperoá
Jandro Gomes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top