All for Joomla All for Webmasters

Vereador rebate denúncias de utilização de CPF alheio e diz que tudo não passou de erro de digitação

beto_internet_novo.jpg

O vereador José Humberto de Sales, mais conhecido como Beto da Internet, disse que as denúncias feitas por Cleodon de Lima ao Ministério Público e à Delegacia de Taperoá não procedem e está tranquilo para ser investigado. O parlamentar foi acusado de utilizar indevidamente o CPF de um pedreiro de Taperoá, que atualmente reside no Rio de Janeiro, para receber salário de R$ 4 mil mensais na Câmara de Vereadores. Beto disse que o CPF foi colocado em seu contracheque por um erro de digitação.

Segundo o vereador, o contracheque se refere ao seu pagamento como parlamentar e é depositado em sua conta, com o devido repasse à Receita Federal de seu imposto de renda. O fato de no seu contracheque ser utilizado o CPF de um terceiro foi um erro na digitação por parte da contabilidade e ele afirmou ser tão ou mais vítima que o Cleodon.

Beto ainda relatou que tem todas as documentações e vai provar na Justiça sua inocência. Ele relatou ainda que teve uma pequena discordância com o acusante, pois o mesmo estava com uma moto roubada que lhe pertencia, o que segundo o vereador pode ter sido o motivo da denúncia.

O parlamentar disse ainda que tudo não passa de mais um ato de desespero de integrantes da gestão de Taperoá, uma vez que é ele quem tem denunciado os desmandos administrativos ocorridos no município, assim como as falcatruas do prefeito Jurandi.

taperoa.com / De olho no cariri

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top